Blogroll é link love

Categoria(s) do post: Ferramentas úteis, Websfera

Falamos de blogroll lá em 2012 e não é que a ferramenta vem sendo pauta de novo nas conversas entre blogueiros? Sabe o que estão comentando? Dica: tem a ver com ética, ego e medo da concorrência. Vem cá que eu explico melhor no decorrer do post. :)

Troca de links ou Link love?

Fulano tem blog com blogroll e ali lista vários blogs que ele curte, pois acredita que o que é bom deve ser compartilhado. Mas o Beltrano não retribui o link e o Fulano fica magoado. Isso, não raro, fala mais do Fulano do que do Beltrano, afinal não é porque eu gosto e admiro seu blog que você é obrigado a gostar e admirar o meu.

Vamos esclarecer: troca de links é “eu te linko e você me linka”, enquanto link love é “eu linko o que acho bacana compartilhar”. E só. No link love não há obrigatoriedade de “devolver” link.

Não fique magoado se você linkou alguém que não retribuiu. Isso não significa que a pessoa ache seu blog ruim, talvez apenas seu blog não seja o estilo ou nicho que não agrade os leitores do outro. Se você acha que o outro tem obrigação de retribuir, então você tem um problema. Você linka só pensando na retribuição, sem avaliar se seus leitores vão gostar da indicação? Você linka só “para fazer volume”, fingir que lê aqueles blogs todos, mas na verdade não lê nem a metade? Sugestão: se quer apenas mostrar que lê bastante, vale muito mais a pena resenhar os livros que você lê do que linkar blogs que você não lê.

Na minha opinião (claro que você pode discordar), devemos linkar o que realmente gostamos, o que efetivamente lemos. Se perceber que recebe poucos links, ao invés de se chatear é muito mais produtivo fazer uma análise do seu blog para identificar onde você pode melhorar e, melhorando, passar a ser linkado espontaneamente. Afinal, vamos deixar o orgulho de lado e sermos honestos: sempre vai ter blogueiro melhor que a gente, sempre, e aí não é que seu blog seja ruim, ele pode apenas não ser tão bom quanto os outros. Há diferença entre ser ruim e não estar entre os melhores, percebe? Nunca mendigue links, é deprimente – e é uma prática tão condenada que vai enterrar de vez suas chances de receber links dos outros.

Até aqui temos consenso na blogosfera, em geral os blogueiros concordam que mendigar links é péssimo – mas nunca devemos perder a oportunidade de reafirmar isso, pois sempre há novatos que, justamente por serem iniciantes, desconhecem as práticas da websfera. O que tem levantado debates é outra questão…

… Ele não tem blogroll!

Aí a história muda. Muita gente aboliu o blogroll, muita gente mesmo. Pesquisei motivos para não fazer blogroll e não encontrei nada, nadinha. Se não há motivos técnicos reais para deixar o blogroll de lado, por quê tanta gente dispensou a lista de links amigos? Insegurança? Medo da concorrência? Acha que o layout fica poluído com mais esse elemento? Sinceramente não sei. Assim como não sei também se temos o direito de questionar o que o outro faz do próprio blog – particularmente creio que cada um deve fazer o que lhe convém. O blog é do outro, deixe ele fazer como considerar melhor. Não adianta nos desgastarmos com o que não depende de nós, com o que não está ao nosso alcance mudar. Você não tem poder para decidir e mudar nada sobre o blog do outro – mas pode e deve tomar decisões sobre o seu.

Independente do que você pense sobre quem não faz blogroll, cabe a você decidir quem entra ou não no seu blogroll. Acha que quem aboliu o blogroll é um arrogante que acha que não precisa de ninguém ou whatever? Tudo bem, não linke ele, pronto. É uma situação bem diferente de tirar link do outro só porque ele não retribuiu seu link, percebe? Se você entende que quem não quer linkar os outros também não merece receber link, sem problemas, apenas sugiro fortemente que você não gaste tempo e energia alimentando rancor sobre o outro porque só vai prejudicar você mesmo, dar o assunto por encerrado é muito mais útil e produtivo para você. :)

Quero blogroll, #comofaz?

No post que fizemos anteriormente sobre blogroll tem tutorial e ele é 100% válido, pois o dashboard do WordPress não sofreu alterações no visual das seções que você precisa acessar. Corre lá e mãos a obra! :)

Dei minha opinião, agora quero saber a sua. Você faz links para quem não tem blogroll? E quando o outro tem blogroll, mas não retribui seu link, você mantém a indicação? Você navega pelo blogroll dos blogs que visita?

8 comentários

  1. Antigamente eu fazia troca de banners, uma parceria que no começo era super legal, pois um ajudava o outro. Mas então surgiram os folgados. Trocávamos os banners com link, e uma semana depois os engraçadinhos tiravam o seu de lá e só um acaba por divulgar.
    Hoje faço apenas blogroll com links que realmente acesso sempre. Acho bacana a ideia de divulgar o trabalho de alguém que gosto e admiro.
    Sobre Beltrano não retribuir o link e Fulano ficar magoado, pra mim é bobeira. Amizade exige reciprocidade e tempo, e não se pode exigir nada em troca em casos assim.
    E além do mais, blogroll é maravilhoso pra que eu possa conhecer outros blogs que, por afinidade, acabam sendo do mesmo nicho daquele que sempre estou visitando!
    Beijos!

    1. Jessica, amizade exige reciprocidade, mas nem sempre em forma de troca de links, não acha? Por exemplo, já tive blog de variedades e amigas que blogam exclusivamente sobre sustentabilidade sempre me liam, comentavam, mas não necessariamente me colocavam no blogroll porque meu conteúdo não encaixava na proposta do blog delas, no que os leitores delas procuravam (eu raramente publicava sobre sustentabilidade). Blogroll, na minha modesta opinião, é linkar por afinidade, como você disse. Blogroll é link love. :)

  2. Divana comentou:

    Eu gosto muito do blogroll e vou ter em breve um no meu blog em construção, já tenho até a lista de links divididos em categorias pra colocar no espacinho dele.
    Procuro visitar o blogroll de outros blogs também, porque vai que tem algum blog com um conteúdo que me interessa? Estou sempre disponível para conhecer novos trabalhos.
    Eu meio que aboli a troca de links. Um porque é um pouco difícil ter uma troca enorme e não poder visitar uma vez por semana cada um dos blogs ali. Dependendo da área que trabalha, que estuda ou os dois isso fica que meio em segundo plano. Prefiro pedir pra colocar o link do blog nos comentários de maneira organizada e que faça sentido (sem spam ou anúncio, claro) pra poder retribuir a visita.
    Abraços!

    1. Divana, como você acompanha os blogs que você linka/vai linkar? Você vai no endereço de cada um deles toda semana? Temos um artigo que pode lhe ajudar com essa tarefa: Existe vida após a morte do Google Reader? :) E saber se comportar na caixa de comentários dos outros é uma arte, né? Temos dois posts falando sobre isso: Caixa de comentários: cartão de visitas do seu blog e Você sabe se comportar bem em blogs alheios? – sinta-se a vontade para indicar essas leituras para os que não sabem usar comentários para se divulgarem. ;)

  3. Eu, na verdade, ainda não tinha lembrado de colocar um blogroll na minha página. Desde 2009 eu já fazia link love sem pretensão nenhuma, só pra divulgar coisa boa, porque agora seria diferente? ;)

Fechado para novos comentários.