Como memes e blogagens coletivas podem ajudar seu blog.

Categoria(s) do post: Promovendo seu blog

Atenção: esse post não é sobre o Meme do Yahoo!.

Segundo a Wikipedia, o significado original de meme refere-se à propagação e evolução de ideias ao longo do tempo: “É considerado como uma unidade de informação que se multiplica de cérebro em cérebro, ou entre locais onde a informação é armazenada (como livros) e outros locais de armazenamento ou cérebros. No que diz respeito à sua funcionalidade, o meme é considerado uma unidade de evolução cultural que pode de alguma forma autopropagar-se. Os memes podem ser ideias ou partes de ideias, línguas, sons, desenhos, capacidades, valores estéticos e morais, ou qualquer outra coisa que possa ser aprendida facilmente e transmitida enquanto unidade autônoma.”

Atualmente, na web, definimos meme um pouco diferente, mas ainda derivando do significado original de propagação: alguém inicia uma conversa sobre determinado assunto e mais pessoas aderem ao debate. Isso acontece muito no Twitter através das hastags: #FF#fail, #Obama, etc (escrevo este post num domingo à noite, adivinhe qual a hastag que mais aparece na minha timeline. hehe).

Mas onde os memes aconteciam antes do Twitter existir? Nos blogs. E continuam acontecendo: quem inicia o meme faz seu post e convida mais blogueiros (geralmente cinco ou dez) para participar, que por sua vez escreverão seus posts e convidarão mais cinco blogueiros e assim por diante. Participar dos memes, além de divertido, levará novos blogs até você através dos convites ao meme feito pelos blogueiros que convidaram você. Exemplo? O meme 9 coisas sobre mim, respondido pelo Inagaki – note que, ao final do post, ele insere os links dos posts de outros participantes do meme.

E as blogagens coletivas? São basicamente a mesma coisa que os memes: nos memes geralmente há um convite para participar, enquanto na blogagem coletiva você não precisa ser convidado, basta se interessar pelo assunto e entrar na roda (mas se for convidado, tudo certo também).

Como as blogagens coletivas são, geralmente, campanhas em favor de um ideal, é comum ter um selo, como por exemplo na blogagem Mais Teatro, Brasil, de abr/2010. Nesta campanha fui convidada pelo Alessandro Martins, veja nos comentários do post dele os pingbacks de participantes: como ele tem bastantes visitantes, cada leitor que passou por ali deve ter clicado em pelo menos um dos links dos comentários para ver os posts dos participantes. ;)

Aliás, o Alessandro costuma linkar, dentro do post, os participantes das blogagens, ou seja, aumenta ainda mais a visibilidade, ampliando assim a oportunidade dos participantes em conquistar novos leitores: dê uma olhada nas blogagens das quais ele já participou com o Livros e Afins. <jabá>O tema do Livros e Afins foi feito pelo xCake, não ficou lindo?</jabá> Os temas das blogagens coletivas são variados: de eleições à legalização do aborto, passando pelo AI5 Digital e consumo consciente.

Há, também, o belíssimo Blog Action Day: todo dia 15 de outubro blogueiros do mundo inteiro tratam do mesmo assunto em seus blogs (os sites do BAD, tanto em inglês quanto em português, estão fora do ar no momento que escrevo este post, mas deixo os links para que você possa consultar futuramente ou até já deixá-los salvos em seus favoritos). O tema é definido e divulgado com antecedência e os interessados podem se cadastrar no site e publicar seus posts no dia 15/out. Em 2010, por exemplo, o tema foi a Água, em 2009 foram as mudanças climáticas. Como os sites estão fora do ar não é possível ver os números exatos, mas a ação chega na casa dos milhares de posts – que divulgação para quem participa, hein?

Para participar das blogagens coletivas os assuntos não precisam ser do nicho do seu blog: a websfera conhece a dinâmica das blogagens, portanto ninguém irá estranhar se o seu blog for sobre fotografia e você participar de uma blogagem sobre a África.

Ficou animado para participar de memes e blogagens coletivas? :)

7 comentários

  1. Tem também o lance de gerar links. Os blogueiros não fazem mais tantos links quanto faziam em 2006, 2007… e eles ainda são bastante importantes no posicionamento de buscas no Google. Participar de blogagens coletivas e organizá-las é uma boa estratégia.

    1. Ale, gerar links é importantíssimo. E não só pelo posicionamento nas buscas, mas também pelo networking. Eu gosto muito e não abro mão.

  2. Olá Lis…como sempre seus artigos são muitos bons, estou totalmente por fora desse assunto, mas fiquei muito interessado, pareçe que forma é uma boa de interação e também para conhecer novas pessoas e idéias…vou aprofundar mais no assunto. obrigado

    1. Willian, memes e blogagens coletivas são muito bacanas. E quando a ação trata de um assunto com o qual concordamos, ainda há a satisfação pessoal por termos contribuído no incentivo à reflexão sobre aquele assunto, ou seja, não há contra-indicações em meme e blogagens coletivas.

  3. Olá

    Concordo com a opinião do Alessandro, os blogueiros não costumamm mais linkar outros blogs, porque estão disseminando por aí que o link interno é melhor pra diminuir a taxa de rejeição.

    Acho que há assuntos que podemos inserir links inernos, mas há também oportunidades de indicar linkar outros blogs como você fez aqui.

    As blogagens coletivas e memes são legais quando o assunto é comum a várias pessoas e também quando há um bom público pra propagar esta ideia, é preciso ter uma certa influência com um grupo razoável de pessoas.

    Já participei de uma blogagem coletiva do Livros e Afins e achei bem interessante, posso participar de mais se o tema me interessar.

    @anakint

    1. Ana, você e o Alessandro têm toda razão. Fico triste ao ver isso, porque se links internos são melhores pra diminuir a taxa de rejeição, não quer dizer que links externos não mereçam atenção. Essa questão que você e o Ale levantaram dá assunto pra outro post. =)

Fechado para novos comentários.