Como você vê os plagiadores?

Categoria(s) do post: Direitos autorais

Aproveitou bem as festas de final de ano? Nós aproveitamos e começamos 2015 a todo vapor! Nossos bastidores estão agitados (a gente ama!) e quem acompanha nossa fanpage já sabe que vem novidade por aí. :D

E para continuar na vibe mais leve e relax que costuma nos acompanhar no início de ano, resolvi que o primeiro post de 2015 não seria com tarefas para você executar e sim com algo que, espero, traga um pouco de alívio para você. Vem ver! :)

Quase sempre que falamos sobre Direitos Autorais aqui no Metablog é sob o viés de orientar e insistir para que você respeite o trabalho dos outros e não plagie ninguém. Falamos também sobre como descobrir se você está sendo plagiado e o que fazer caso realmente tenha sido copiado. Mas hoje quero levantar outro ponto: até que ponto devemos nos preocupar com plagiadores? É normal sentir raiva quando se apropriam indevidamente do nosso trabalho, mas será que devemos perder o sono por isso? Não precisamos ser monges tibetanos para saber que não vale a pena estragar nosso humor por conta de gente incompetente. Sim, incompetente. Olha os motivos listados abaixo para ver como plagiadores são incompetentes e, no fim das contas, mais dignos de pena do que de raiva. E nem estou falando só de quem copia conteúdo, vale também para estilo de escrita, identidade, design, etc.

Copiadores têm ideias rasas

Essa gente é tão sem ideias, tão sem conteúdo, que é incapaz de criar sozinha suas pautas, seu estilo, ter identidade própria positiva. Tanto não sabem criar nada que dependem das ideias alheias para poder ter algo interessante em seus blogs. Se de repente todos os blogs do mundo fossem deletados, ao invés de aproveitarem a oportunidade de não ter com quem disputar audiência, eles não saberiam o que fazer e abandonariam seus blogs.

Estão sempre atrasados

É óbvio: se dependem dos outros para fazer algo, só o fazem depois que os outros já se fizeram. Eles nunca sairão na frente, nunca serão melhores do que você. Como dizia um dos meus professores na faculdade, “quem não faz poeira, come poeira”. Plagiadores comem poeira.

O original é sempre melhor

Quem é capaz de produzir seu próprio conteúdo, estilo e identidade sempre vai ser melhor do que quem copia. Plagiadores acabam virando uma salada de estilos, não têm nenhuma personalidade, ficando com muito menos qualidade do que os originais. O diferencial deles é não ter identidade e só isso já seria motivo suficiente para não serem bons. Sombra não brilha, lembra?

Leitores preferem o original

Os leitores percebem quem está apenas copiando os outros e quem está de fato produzindo conteúdo. E eles preferem acompanhar os originais, claro. Por tudo que já foi dito até aqui, quem é que gostaria de acompanhar um plagiador em detrimento do original? Quem tem interesse em acompanhar quem tem ideias rasas? Quem está sempre atrasado? Quem não tem personalidade? Os leitores não são bobos, sempre vão preferir a melhor fonte de conteúdo. :)

E então, consegui deixá-lo mais calmo a respeito dos plagiadores? Claro que você pode continuar tomando providências com quem copia indevidamente seu trabalho, mas concorda que não devemos dar a essas pessoas o poder de estragar nosso humor? Se você ainda morre de raiva dos copiadores, vem conversar aqui nos comentários, dividir a angústia pode ajudar a acalmar. Se você já consegue sentir mais pena do que raiva de quem faz plágio, vem contar também, ajudar as pessoas a não perderem o sono por causa de incompetentes. :)

7 comentários

  1. Guida comentou:

    Primeiro: Fiquei uns dias sem vir aqui e quando chego, tá tudo tão diferente! Nossa. fiquei meio em choque no começo. Que bom que ainda tem esta cor linda (é lilás? é roxo?) e acho que ficou mais clean…
    Segundo: Acho que estou com uma dúvida imensa!
    Eu falo (escrevia) sobre livros e outros assuntos, mas a pesquisa para os posts tem que vir de algum lugar. Óbvio que não copio e colo, na verdade, leio muito, escrevo (em papel mesmo) o que ficou como ideia central do que li, procuro outras fontes e costumo buscar muito conteúdo em sites estrangeiros. Admito, nem sempre coloco todas as fontes no texto, porque outro dia vi que tinha pesquisado em cerca de 20 sites diferentes, não ia dar pra citar todos eles, mas nenhuma palavra do que escrevi foi cópia. Ok, dito isto, minha dúvida:
    – Produzir conteúdo é escrever sobre alguma coisa inédita apenas?
    – Como fazer uma resenha sem ser parecida com outras de outros blogs? – se eu falar em outras palavras o que outro blog disse ainda é plágio (não copiei, mas livro (ou filme) deixa sempre impressões parecidas, não é?
    – Usar uma fonte estrangeira, por exemplo uma matéria interessante que não achei em português, traduzo o texto e escrevo minha matéria sobre isto, colocando um link para o original em inglês (ou outra língua) é plágio? Se eles não estiverem em CC é errado?

    Dúvidas colocadas….
    Agora que passei 2 meses no blog (meu blog lindo!) percebi que me afastei do caminho inicial que eu queria pra ele, voltei, e neste momento estou em migração. Mudança de endereço e reajustamento de diretrizes.
    Muito bom contar com o metablog.xcake. Muito bom mesmo!

    1. Guida, espero que tenha gostado do nosso novo layout. Eu amei, a Adrielly como sempre fazendo um layout mais lindo que o outro. <3

      Sobre suas dúvidas, devo dizer em primeiro lugar que apenas você, ou um advogado contratado por você, podem se responsabilizar pela legalidade do seu conteúdo. Para poder responder com um pouco mais de segurança suas dúvidas seria preciso avaliar seus textos, comparar com as referências que você usou, etc, ou seja, uma consultoria. Porém o xCake não faz consultoria, especialmente sobre Direitos Autorais, visto que não somos advogados. Eu poderia fazer essa consultoria para você, porém não pelo xCake e sim particular, mas ainda assim seria uma orientação e não uma garantia absoluta de que está tudo 100% livre de ser interpretado como plágio – de novo: só um advogado especialista em Direitos Autorais e que entenda muito de web pode lhe dar essa garantia.

  2. Bom, na teoria o Google mesmo faz desaparecer dos seus resultados de pesquisa os websites/ blogs com conteúdos copiados, isso já ajuda. No meu ramo de Consultoria em CRM, não se vê muitos conteúdos plagiados.

    1. Michel, realmente em tese o Google pune blogs que fazem plágio, mas na prática às vezes essa punição demora. Ainda bem que seu blog não costuma ser plagiado. :)

  3. Matheus comentou:

    Olá, eu tenho um negócio que está me “encucando”. É que eu vi esses blogs “maiores” e percebi que tem designes próprios, mas o meu blog (pequeno) tem o próprio design que o Blogger oferece. O que você acha dos blogs que tem o design oferecido pelo próprio blog? Por você quais são os pontos bons e ruins?

  4. MELINA comentou:

    Olá, parabéns pelo blog, ajuda muito!!! Estou montando um site e pedi para um freelancer criar um logo para mim. Vi que no logo que ele me mandou, usou imagens do shutterstock.com e do dreamstime.com. Posso aceitar e usar esse logo sem correr risco? Deveria eu mesma comprar esta imagem para não ter problemas? Obrigada pela ajuda!

Fechado para novos comentários.