O potencial das redes sociais na divulgação do seu blog

Categoria(s) do post: Promovendo seu blog

Muito provavelmente você tem conta no Instagram ou Twitter ou G+ ou Facebook ou Pinterest. Mais provável ainda é que você esteja em todas ou quase todas as redes sociais, possivelmente em outras que nem citei aqui. Mas você as utiliza para divulgar seu blog? Quer utilizar e não sabe como? Não sabe se deve ou não colocar seu blog nas outras redes? Vem aqui comigo no Metablog conhecer nossas opiniões e sugestões. :)

Já falamos sobre usar ou não as redes em favor do blog, mas já faz tanto tempo e de lá para cá surgiram outras redes e consideramos que vale a pena relembrarmos o assunto. Pessoalmente continuo considerando que não adianta ter perfil em todos os lugares se não puder manter o mínimo de atualização, especialmente se for perfil do seu blog ou site e não apenas pessoal. Continuo defendendo também, como expliquei no outro post, que devemos segmentar e focar – exemplo: se seu nicho não tem nada a ver com fotografia, não cabe um perfil do seu blog no Flickr, que é uma rede social que funciona exclusivamente como vitrine de material fotográfico. Colocados e relembrados esses pontos, vamos às possibilidades com as redes mais utilizadas no momento.

Instagram

Escolhi começar por aqui porque acabei de falar acima sobre fotografia. O caso é que o objetivo do Instagram e do Flickr são diferentes – enquanto o Flickr é um portfólio fotográfico, tem objetivos profissionais na área da fotografia, no Instagram a coisa flui com mais leveza, sem muita pretensão de parecer fotógrafo profissional, queremos apenas compartilhar nosso dia-a-dia.

Penso que o Instagram pode ser utilizado independente do nicho do blog ou site. Dependendo do caso pode ser necessário separar o seu perfil pessoal do perfil do blog, mas muitas vezes podemos usar o perfil pessoal do Instagram para divulgar o blog. Um exemplo que eu gosto muito é o da Adrielly, nossa web designer e sócia do xCake: o perfil no Instagram é pessoal, o nome de usuário é o nome dela, mas é utilizado também para divulgar o Pequenina Vanilla, seu blog pessoal. Sugestões para você fazer o mesmo (e que também valem para o caso de você ter no Instagram um perfil só para o blog):

  • Publicar imagens cotidianas mostra que existe uma pessoa por trás do seu blog, deixando a relação com os leitores mais pessoal, menos fria e distante.
  • “Making of” de futuros posts despertam curiosidade e interesse em visitar o blog, ou seja, atrai leitores.
  • Você não precisa escancarar sua intimidade e nem “passar relatório” de tudo que faz, mas pode ser interessante selecionar coisas que possam inspirar seus leitores, considere  o perfil do seu público e analise o que você pode compartilhar com eles sobre os eventos que participa, livros que lê, etc.

Pinterest

O Pinterest é minha perdição, só posso acessar nos finais de semana porque nunca consigo sair rápido de lá. Agora pense que entre seus leitores também pode haver pessoas assim e que elas podem “pinar” imagens do seu blog, indiretamente divulgando seu blog. O que você pode fazer:

  • Usar imagens bonitas nos seus posts que tenham potencial para serem “pinadas” por seus leitores.
  • Montar imagens com o título do post, de modo que se a imagem for “pinada” a chamada para o conteúdo tem ainda mais chance de atrair novos leitores.
  • Manter painéis sobre assuntos similares e/ou complementares ao seu blog.

Twitter

Salvo profissionais autônomos, essa tem sido a rede onde mais aparece a divisão entre perfil pessoal e perfil profissional. As dicas abaixo podem lhe ajudar em qualquer um dos casos.

  • Se você é um profissional autônomo e tem apenas um perfil no Twitter, cuidado com o que compartilha fora dos horários considerados “de expediente”. Porque você pode estar trabalhando num sábado à tarde, mas é provável que a maioria dos seus seguidores não queiram ver nada relativo a trabalho nesse momento. Vou me usar como exemplo: acompanho muitas pessoas da minha área, durante a semana o fluxo de informação profissional é intenso, muitas vezes trabalho nos finais de semana, e aí quando quero descansar e bater papo com os amigos chego nas redes e encontro algum colega falando de trabalho – assim como é chato para mim, pode ser também para seus leitores. Mas se o seu nicho é algo leve e divertido (cinema ou decoração, por exemplo) ou seu blog é de variedades, aí está liberado porque é exatamente o tipo de coisa que seus seguidores vão querer ver nas horas de lazer.
  • Se você tem dois perfis, um pessoal e outro só do blog/de trabalho, o conteúdo sério está liberado no perfil do blog mesmo nos finais de semana. Mas, ainda assim, procure colocar também publicações leves nos horários de lazer.
  • Agora os perfis dão destaque para a imagem que acompanha o tweet, tire proveito disso usando fotos bonitas nas suas publicações, elas chamarão a atenção de quem visitar seu perfil.
  • Rede de relacionamento é para se relacionar, ou seja, o Twitter não é só para despejar conteúdo, mas também para interagir, conversar, estimular troca de opiniões e de informações.

Facebook

Apesar de todas as nossas críticas ao Facebook, reconhecemos que, neste momento, juntamente com o Twitter , o Facebook é uma das redes mais utilizadas, talvez até batendo o Twitter conforme o nicho do seu blog. Como esse post não pretende ser um guia completo para o uso das redes e sim uma orientação básica, podemos resumir as sugestões para o Facebook como sendo as mesmas para o Twitter: cuide com os horários em que você publica cada tipo de conteúdo, tire proveito das imagens e desenvolva um bom relacionamento com os fãs e amigos.

Google+

Pois é, o G+ não “pegou”. Será? Quando se trata de tecnologia e mídias sociais, por exemplo, é lá que encontro as melhores sugestões de conteúdo e os debates mais interessantes. “Ah, mas meu blog não é sobre tecnologia e nem sobre mídias sociais”. Mas seu blog é uma mídia social, então no mínimo você encontraria conteúdo útil para sua vida de blogueiro.

Penso que vale uma pesquisa básica por lá sobre o nicho do seu blog, identificar se há potencial para conseguir boa divulgação do seu site. Se considerar que o retorno não vale a pena o trabalho de manter um perfil no G+, tudo bem, você não precisa estar lá só porque citei a rede aqui. Para alguns nichos a rede social do Google é realmente bem parada, você é que precisa avaliar se para o seu blog vale a pena ou não estar lá. Se considerar que vale o investimento de tempo e trabalho, pode seguir o mesmo senso crítico já sugerido para o Twitter e Facebook: cuide horário da postagem x conteúdo da postagem, escolha boas imagens e cultive relacionamentos.

Gostou do post? Foi útil para você? Já usava alguma rede e decidiu que não valia a pena? Alguma já surpreendeu você positivamente? E para você que leu até o fim, um presentinho: link de uma tirinha comparando as redes sociais com a Copa 2014, ela me fez dar uma boa risada aqui deste lado da tela. :D

8 comentários

  1. Oi, adorei as dicas. Aliás, sou fã do blog, adoro a linguagem que vcs usam e as dicas são ótimas. :)

    Mas fiquei com uma dúvida. Uso o wordpress e não pago nada, então acho que não tem a opção de plugins pra colocar o botão pin it nas fotos que vou usar nos meus posts. É isso mesmo ou eu tô equivocada?

    1. Alexandra, o WordPress.com tem plugins, sim! Dá uma olhadinha nas opções do menu à esquerda, no dashboard, está logo abaixo de Aparência. :)

  2. Realmente as redes sociais, além do entretenimento se tornaram uma ferramenta poderosa na divulgação de um trabalho.

    Se usadas de forma correta pode render bons frutos!!

    Parabéns pelo artigo!!

    1. É esse mesmo o caminho, Luiz! :)

  3. Eu curto muito o Google Plus, já tive alguns retornos por conta dele, acho super válido, mas é aquilo que você falou, saber divulgar em nichos que tem sentido com o blog.

    1. Exatamente, Sabrina. É preciso avaliar quais redes sociais são fortes no nicho do blog/site. E mais: é possível manter devidamente atualizada todas as redes identificadas como adequadas? Nem sempre é viável manter todas, leva tempo selecionar e produzir conteúdo para cada uma, às vezes precisamos escolher quais manteremos e quais, infelizmente, não serão utilizadas.

  4. Uma pergunta:
    O twitter anda meio abandonado sei lá, desencantei dele dai que praticamente só posto lá link de novas postagens… Não tenho conseguido ir lá fico entre facebook e google+ sim eu amo fazer o que e olha só.. Quem eu sigo e quem me segue lá lê meu blog e curte e acho isso o máximo… Estão subestimando muito o google+ as pessoas não vão muito lá e é bobagem por que é muito legal, prefiro ele ao facebook mas por enquanto me dividido entre os dois…o pinterest ainda tenho que divulgar melhor quem sabe…. Meu problema agora é o twitter… Não sei o que fazer com ele.

    1. Fernanda, também gosto do G+. E para alguns nichos e objetivos, considero ele melhor do que o Facebook – fora todas as questões (anti)éticas do Facebook, né? Como dito no post acima, é preciso analisar em quais redes é útil investir esforços para divulgar o blog, pois nem toda rede serve aos objetivos do blogueiro, assim como também não adianta manter perfis se for para ficarem desatualizados. Sobre gerenciar o conteúdo que pode ir para cada rede, é como dito na resposta do seu comentário anterior: o xCake não faz esse serviço, embora eu possa fazer particular. Vamos conversar? :)

Fechado para novos comentários.