O que fazer antes de publicar um post?

Categoria(s) do post: Produção de conteúdo

Se você aproveitou as dicas que demos para o período das festas de final de ano, então seu blog deve estar em ordem e você pode descansar e curtir os dias de descanso. E com tanto a comemorar e  “bebemorar”, não custa relembrar alguns passos básicos que devemos ter antes de publicar um post, né? Vem comigo que o post é muito útil, mas também é leve para começar o ano com tranquilidade. :)

Pauta

O assunto do post é coerente com a proposta do seu blog? É relevante para o público do blog? Vai interessar seus leitores?

A pauta é sempre a primeira coisa que devemos verificar. Se você quer muito publicar seu texto, mas ele não está de acordo com a proposta do blog e seu público, então você pode procurar outro lugar para este artigo – é comum que blogueiros tenham dois blogs, um profissional e outro pessoal, sendo que neste sempre mais fácil encaixar pautas. Se a pauta estiver ok, é hora de revisar alguns elementos mais técnicos.

Revisão de texto

Sim, a língua é viva. Sim, na internet, em geral usamos muitas abreviações e “engolimos” alguns acentos. Mas, sim, empregadores e anunciantes torcem o nariz para o “internetês”. Como fazer, então? De minha parte, procuro usar as regras da norma considerada culta, mas com vocabulário mais acessível, não rebuscado. Por regras da norma considerada culta, entenda pontuação, acentuação, concordância verbal, ortografia, etc.

Por mais que atualmente muito se debata sobre preconceito linguístico, todos nós que frequentamos a escola estamos habituados a ler textos escritos dentro da norma considerada culta – e o mesmo acontece com nossos leitores, possíveis empregadores e anunciantes que tenham interesse em nossos blogs. Então quando pegamos um texto cuja leitura não flui naturalmente, acabamos por cansar e abandonamos a página. Mas qual blogueiro não quer ser lido? Então é muito importante discutirmos preconceito linguístico, mas enquanto esse preconceito existir é melhor nos adaptarmos e encontrarmos um caminho do meio, de modo que nossos objetivos profissionais e/ou pessoais não sejam prejudicados pela forma como escrevemos. Quer mais? Relembre nosso post com dicas básicas de redação. :)

Título

É certo que devemos revisar ortografia, pontuação e acentuação do título assim como de todo artigo. Porém o título tem uma responsabilidade enorme: atrair o leitor. Se o título não cumprir essa função todo seu trabalho com o post está comprometido. Criar bons títulos é uma arte, fazê-los conciliando SEO é ainda mais difícil.

Temos um post só com dicas para títulos, elas são muito úteis, vale conferir. E se você não conseguiu achar um título poderoso para seu artigo, não se desespere: mesmo os melhores redatores do mundo todo, nas maiores e melhores agências nacionais e internacionais, têm seus dias ruins. Se não estiver nos seus dias mais inspirados, cuide pelo menos com as técnicas de SEO, que no caso dos títulos podemos resumir em usar palavras-chaves e preferir que o título seja mais aproximado da maneira que as pessoas pesquisam nos mecanismos de busca.

Imagens

Ilustrações deixam a leitura mais leve, mas não só: tornam o visual geral do blog mais interessante, convidativo. Portanto seja cuidadoso com as imagens que utiliza: procure as que não trarão problemas com Direitos Autorais e dê o crédito corretamente (veja mais sobre Direitos Autorais), escolha as com boa qualidade e use-as no tamanho adequado ao seu layout. Se você não sabe muito bem como adequar seu conteúdo a sua identidade visual, sempre vale contratar um profissional para lhe orientar.

Taxonomia

Categorias e tags são importantíssimas, são elas que definem toda navegação do blog. Se estiverem mal organizadas, os leitores ficam perdidos e acabam abandonando o site. Não coloque seus artigos em qualquer categoria, seja criterioso. E se ultimamente você tem ficado confuso na hora de categorizar porque os artigos não se encaixam nas categorias existentes, então é hora de revisar toda taxonomia.

Links

Tantos os links externos quanto os internos são importantes para o SEO, porém, no caso dos internos, ainda temos mais vantagens que com os externos. Primeiramente eles divulgam seu próprio blog,  afinal você está colocando no artigo atual links para posts publicados anteriormente. Além disso, é uma ótima maneira de descobrir plagiadores: quem tem cara-de-pau de copiar conteúdo alheio sem autorização também tem preguiça de tirar os links internos dos artigos, então quando o plagiador publica seu texto no blog dele, conforme a plataforma que você e ele utilizam seu post original receberá um pingback no post linkado. A maioria dos nossos plagiadores são descobertos assim, através dos pingbacks. :D

Agora você já sabe: links internos são muito úteis, habitue-se a fazê-los. Antes de postar um artigo sempre verifique se é possível linkar artigos que você já tenha publicado, com o passar do tempo você acostuma e já vai inserindo enquanto escreve, sem precisar só isso em separado após a escrita.

Prontinho, seu checklist para antes de agendar e publicar artigos já está aqui, é só manter o link desse post sempre ao alcance do mouse para consultá-lo sempre. E você, tem alguma outra coisa que considera importante revisar antes de publicar? Compartilhe com a gente, dividir informação é somar. :)